O IV Encontro Gaúcho de Rugby foi sucesso em Estrela

By
Updated: agosto 11, 2014

 

2014-08-10 10.07.06

2014-08-10 10.07.19

2014-08-10 10.08.40

2014-08-10 11.45.56

2014-08-10 12.20.39

Neste final de semana, 09 e  10 de Agosto, aconteceu na Cámara de Vereadores de Estrela o  IV Encontro Gaúcho de Rugby organizado pelo Centauros Rugby Clube, em parcería com a CBRu e FGR  e com a colaboraçâo do  Prof. Eraldo Pinheiro, Educador da IRB.

O curso foi ministrado pelos treinadores Argentinos  Prof.  Mario Barandarian e  Prof. Francisco Meyrelles,  treinadores de excelente currículo e experiencia  na seleçâo Argentina, conhecida mundialmente como LOS PUMAS.

Tiveram presentes no curso  39  pessoas de diferentes clubes do estado, como URSM, San Diego RC, Predadores RC , Charrua RC e Centauros RC, que prestigiaram o evento atingindo suas expectativas.

Outro ponto a destacar é a participação feminina no evento , já que dos 39  participantes, 8 eram mulheres.

Este evento representou para o rugby regional e estadual, um importante passo para a capacitaçâo de jogadores e treinadores da modalidade.

O sábado foi dedicado às atividades teóricas na Câmara de Vereadores de Estrela. Mario Barandiaran explicou situações reais de jogo enquanto Francisco José Meyrelles ficou responsável pelas questões físicas.

“O rugby tem muitas semelhanças com todos esportes em equipe, com a peculiaridade de que o contato físico é permitido e controlado para a obtenção da bola”, explica Mário Barandiaran. Uma partida de rugby dura 80 minutos, dividida em dois tempos de 40 minutos. Em um nível médio o tempo real de jogo, descontando as paradas, tem aproximadamente 30 minutos. Nesse tempo, acontecem cerca de 180 situações de contato, ou seja, uma a cada 10 segundos. O treinador esclarece que a realidade de jogo é a mesma para todos e o importante para o educador é ensinar seus jogadores a dominar as situações de contato.

“O desafio dos treinadores é saber quais são as verdadeiras necessidades de cada jogador, pois ser treinador se trata de correção” afirma Mario Barandiaran. Segundo o professor, o rugby é um jogo simples na essência e o que diferencia as equipes depende de apenas quatro variáveis: espaço, quantidade de jogadores, quantidade de adversários e posse de bola. O diferencial dos times está em lidar melhor e mais rápido com as variáveis.

José Meyrelles se dedicou a exaltar a importância da preservação de cada jogador, ensinando exercícios e esclarecendo movimentos a fim de evitar lesões. “A base é movimentar-se bem, para depois colocar carga física”, alerta o treinador. Segundo ele, a lesão interrompe a evolução dos atletas e por isso, os exercícios de correção são fundamentais.

Para que o crescimento do rugby seja sustentável é necessário contar com uma adequada e contínua capacitaçâo, algo que até nesta temporada está faltando para aqueles que desejam crescer no esporte. 

Aí entra esta atividade que além de propiciar uma excelente otima oportunidade de capacitaçâo pessoal   proporciona o maior qualidade e conhecimento aos treinadores que trabalham pelo rugby no  nível  estadual e nacional.

Quem fez o curso disse que foi um sucesso total.

O sábado as 9 hs do curso foram de parte teoríca e o domingo desde as 9:30 ate as 17 hs, parte prática no campo DELFINENSE.

Este é apenas o primeiro curso de Coaching e Preparaçâo física  do ano no estado e  durante os próximos meses,  o Centauros RC organizará mais cursos em prol do aprimoramento dos mesmos .

 

error: Content is protected !!